Last.fmMunição para o Trabalho

  • Black Mountain - Night Walks
  • Black Mountain - Bright Lights
  • Black Mountain - Wild Wind
  • Black Mountain - Evil Ways
  • FlickrMomentos Eternizados

    • Especialização em Design de Interação
    • O que leio no Bloglines
    • Coisas no Fotolog
    • Músicas no Blip
    • Perfil no Orkut
    • Vídeos e favoritos no Youtube
    • Perfil no Facebook
    • Apresentações no Slideshare
    • Coisas compartilhadas no Google Reader
    • Vídeos no Vimeo
    • BH DIY
    • Entrevistas e artigos no ISSUU
    • Áudios no Huffduffer
    • Livros no Shelfari
    • UX Brasil
    Designer de Interação - Arquiteto da Informação - Designer de Interfaces

    Eduardo Loureiro tem 29 anos e é um profissional especializado em planejar e criar produtos interativos, que proporcionem boas experiências para as pessoas e tragam resultados efetivos, inteligentes e únicos para empresas e organizações.

    Seu trabalho baseia-se no conceito de design centrado nas pessoas, que engloba pesquisas, análises, avaliações; e no estudo e entendimento profundo do cliente, do seu mercado e do seu real problema.

    Serviços e trabalho atual

    • Planeja, aplica e analisa pesquisas
    • Planeja estratégias
    • Projeta diagramas de interação, wireframes e protótipos

    É Designer e Co-fundador da Voël, ajudando organizações a entender os problemas por trás de suas demandas, investigando não só o seu negócio, mas também as pessoas envolvidas no processo.

    Já trabalhou em empresas como Fishing Web Wireless (Aorta), Uni-BH – Centro Universitário de Belo Horizonte, Mapa Digital, 3bits e Academia de Ideias.

    É líder do capítulo de Belo Horizonte da Associação Internacional de Designers de Interação (IxDA).

    Organizador do Interaction South America 2011.

    Participante das cinco edições do EBAI – Encontro Brasileiro de Arquitetura de Informação e palestrante na segunda edição do congresso.

    E professor da disciplina de Arquitetura de Informação da pós-graduação em Projeto e Arquitetura de Aplicações Internet do Cotemig.

    Qualificação e experiência

    Formado em Comunicação Social com habilitação em Produção Editorial pelo Uni-BH.

    Pós-graduado em Design de Interação pela PUC-Minas.

    Trabalha desde 2001 com design de interfaces e arquitetura de informação de produtos interativos como: serviços online, sistemas, web sites, intranets, hot sites e aplicativos para mobile, tablets e redes sociais.

    Tem grande conhecimento técnico sobre, programação visual, tecnologia, linguagens de programação e instalações interativas.

    Atuou em projetos para grandes marcas como:
    Google, SKY, Red Bull, Natura, Havaianas, Volkswagen, Peugeot, Ford, Toddy, Itaú Cultural, Abril, Coca-Cola, Nestle, Nescau, UOL, Unilever, Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, Globo Minas, Jornal Estado de Minas e outras.

    Entrevistas e palestras

    Workshop sobre Card Sorting

    Workshop sobre Card Sorting, técnica de pesquisa da Arquitetura de Informação, realizado no Dia Mundial de Usabilidade 2010.

    Digital focado nas pessoas: metodologias e técnicas de pesquisa acessíveis ao mercado

    Palestra apresentada para o curso de Pós-graduação em Produção de Mídias Digitais da Universidade Católica de Minas Gerais - PUC-Minas.

    Apresentação do poster "Identificação dos perfis de uso de caixas automáticos" no Dia Mundial de Usabilidade 2007. (Nov/2007)

    Produção acadêmica

    Design Centrado no Usuário e as limitações do mercado de produtos interativos: Pesquisa e análise sobre indicadores para uma conciliação entre pesquisa e mercado

    Monografia de conclusão da Especialização em Design de Interação. Abordo conceitos relacionados ao Design Centrado no Usuário, às disciplinas responsáveis pelo Design da Experiência do Usuário e coleto depoimentos de vários profissionais brasileiros atuantes no mercado nacional e internacional sobre os problemas enfrentados por eles durante pesquisas com usuários. O artigo extraído desse trabalho foi submetido e aprovado para o 2º EBAI - Encontro Brasileiro de Arquitetura de Informação.

    O ícone interfacial: Estudo e análise conceitual e tecnológica

    Monografia de conclusão da graduação em Comunicação Social com habilitação em Produção Editorial. Tem como temática o estudo do ícone, utilizado nas interfaces gráficas, baseado em uma fundamentação teórica a cerca da semiótica.

    Inspeção de usabilidade: Aplicação de análise heurística e percurso cognitivo no web site do Uni-BH - Centro Universitário de Belo Horizonte

    Relatório que conceitua os métodos de avaliação de usabilidade conhecidos como Análise Heurística e Percurso Cognitivo e descreve a aplicação desses métodos para a avaliação do web site do Centro Universitário de Belo Horizonte.

    Prototipagem em papel: Projeto Mesa Garçon

    Este artigo apresenta o relatório de produção de um trabalho de prototipagem em papel feito para o projeto Mesa Garçom, idealizado pelos alunos Bruno Assad e Fabrício Marchezini. Todo o processo de criação foi descrito, mostrando as soluções encontradas e como o projeto foi finalizado.

    Emoção em projetos de design para a web

    Artigo que apresenta os conceitos sobre a emoção humana, estudados por Donald Norman e faz uma ligação entre suas abordagens e o desenvolvimento de projetos de design para a web. Buscou-se mostrar de que forma os web sites despertam a emoção das pessoas que os usam.

    Aplicando a usabilidade em projetos web

    Este artigo busca apresentar uma conceituação geral sobre usabilidade e suas aplicações em projetos de desenvolvimentos de websites. Questões específicas do design centrado no usuário, sua aplicação e suas características são discutidas e modelos são apresentados. Por fim, as questões referentes à adoção dos processos de usabilidade nos projetos e nas empresas, são analisados.

    Proposta para um card sorting qualitativo

    Este artigo apresenta uma proposta alternativa para a técnica ancorada no Design Centrado no Usuário, conhecida como card sorting, muito utilizada por arquitetos de informação para conhecer o modelo mental dos usuários. Busca-se propor uma variação do método, que de ênfase a análises qualitativas para se obter as informações desejadas dos usuários.

    Artigo aceito para integrar a primeira edição da Revista de Design de Interação, do curso de Pós-graduação em Design de Interação da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

    Se algo aqui te despertou interesse, seja profissional, conceitual ou qualquer outro, fique a vontade para entrar em contato. Obrigado pela visita.